Blog

Fundações de construção civil: os tipos mais comuns

setembro 2, 2023

Sem categoria

WGB Engenharia

A fundação, por si só, representa uma parte de extrema relevância para a construção. Sem ela, não é possível fazer com que uma obra se mantenha de pé, com resistência suficiente para que um prédio ou qualquer outra estrutura possa ser dada como segura. Pensando nisso, existem diversos tipos de fundações.

Cada tipo se adequa a um determinado projeto, permitindo que a área seja construída sem maiores problemas e possa transmitir segurança para os moradores e, também, os responsáveis pela construção. Neste artigo, confira mais informações sobre este assunto para compreender melhor a relevância dessa estrutura.

O que é fundação?

De uma maneira geral, a fundação é vista como uma estrutura que se responsabiliza por distribuir carregamentos para a região do solo nos mais variados projetos, sejam eles casas, prédios, viadutos ou qualquer outro tipo de edificação. Por isso, a fundação é a primeira etapa antes de colocar a obra em prática.

Por que se faz necessário uma fundação?

Os tipos de fundações são estritamente necessários para garantir que o desempenho de uma construção saia conforme o esperado. É essa estrutura que se mostra responsável por carregar partes da estrutura, como as sobrecargas e as ações climáticas, como a força dos ventos ou o solo e as rochas.

É necessário que a fundação seja devidamente especificada para garantir que seja eficiente ao que se propõe. Ela deve sustentar toda uma estrutura, cumprindo com o objetivo maior de garantir a estabilidade do terreno, a segurança da edificação e, também, a estruturação completa do projeto proposto.

Tipos de fundação mais comuns

Confira, nos tópicos abaixo, quais são os tipos de fundações mais comuns.

Sapata isolada

A sapata isolada possui indicação em terrenos com maior resistência e um solo firme. Sua base poderá trazer as mais diversas formas, seja ela retangular, quadrada, circular ou poligonal. Sendo assim, ela é considerada uma das mais fortes desta lista para sustentar construções de grande porte.

Baldrame

O baldrame é uma conexão entre as vigas da sapata, permitindo que fiquem abaixo do solo e percorrem a parede de uma construção. Essa mesma viga se associa a uma série de pilares.

Sapatas corridas

As sapatas corridas são aquelas onde a fundação se mostra bem direta e superficial, sendo comumente utilizadas para construir paredes de reservatórios, muros e, também, casas com vãos muito pequenos. Sua estrutura é contínua, sendo produzida a partir de concreto armado na parte inferior das paredes.

Radier

O radier é um dos tipos de fundações que suporta dimensões grandes, onde uma planta deve receber, no mínimo, 70% de toda a carga do edifício. No geral, ele é visto como uma enorme placa de concreto armado, também podendo ser protendido, que fica localizado na parte inferior da construção, entrando em contato direto com o solo.

Sapatas associadas

As sapatas associadas são aquelas responsáveis por conseguir sustentar cargas estruturais de grande elevação, mantendo um equilíbrio perfeito entre as vigas e a laje.

Bloco de fundação

O principal motivo para que o bloco de fundação seja implementado é a possibilidade de absorver a carga e permitir a sua distribuição sem que haja a necessidade de implementar uma armadura. Seu dimensionamento é dado por meio de uma estratégia que permite que as tensões de tração sejam seguradas pelo concreto.

Fundação profunda ou indireta

A fundação profunda ou indireta é aquela que possui a capacidade de transmitir toda a carga por meio das regiões da base ou de uma superfície lateral. Na maior parte dos casos, a sua utilização está associada às obras com solos superficiais, onde há pouca competência para sustentar o peso.

Tubulões

Os tubulões, por sua vez, são elementos em forma de cilindro, revestidos com aço ou concreto, que podem ser utilizados em dois tipos de construção especificamente: aqueles a céu aberto ou sob o ar comprimido.

Como escolher a fundação correta?

Dentre os tipos de fundações, a forma correta de escolhê-la é por meio de critérios técnicos, que deixam os econômicos de lado. O engenheiro também deve avaliar qual será o tipo de construção, as características do terreno e se há resistência no local.

Importância de profissionais qualificados

Ao escolher fazer qualquer tipo de projeto, é importante ter profissionais qualificados e competentes envolvidos. Dessa maneira, a integridade do edifício e a segurança da construção estarão garantidos para ambos os lados.

Ainda que existam vários tipos de fundações, é importante contar com o acompanhamento profissional para indicar a correta e garantir o bom andamento da obra.